A Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU), da Gandra, Paredes, distrito do Porto, anunciou esta sexta-feira que os 39 alunos em isolamento profilático testaram “negativo” à Covid-19, após terem estado em contacto com uma colega que testou positivo.

“No seguimento das notícias publicadas no início desta semana, relativamente à existência de um caso de Covid-19 numa aluna da CESPU e, após as medidas de segurança adotadas pelo Conselho de Administração da instituição em que colocou em isolamento profilático 39 alunos, cumpre-nos informar que o resultado do teste Covid foi negativo para todos”, lê-se na nota de imprensa enviada à Lusa.

Acrescenta o comunicado que os “alunos irão regressar brevemente à sua atividade letiva com toda a segurança e normalidade, continuando a CESPU a manter toda a atenção no cumprimento das medidas de proteção individual que se encontram em vigor dentro das instalações e sempre que necessário continuará a tomar toda e qualquer medida de prevenção”.

Em declarações na segunda-feira à Lusa, o coordenador do Gabinete de Marketing e Relações Públicas da CESPU, Miguel Martins, explicou que a estudante francesa contaminada, que não chegou a entrar em instalações daquele estabelecimento de ensino superior, testou inconclusivo numa primeira despistagem ao novo coronavírus e positivo numa segunda.

Nessa mesma data foi divulgado que todos os colegas que com ela contactaram estavam assintomáticos e que seriam submetidos a teste na quinta-feira.

“Até lá ficam em isolamento profilático”, disse o responsável.

Os alunos são todos do curso de Fisioterapia da Escola Superior do Vale do Sousa, um dos estabelecimentos de ensino tutelados pela CESPU.

Portugal contabiliza pelo menos 1.644 mortos associados à Covid-19 em 45.277 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde.