Depois de a Catalunha e das Ilhas Baleares, agora é a vez da Estremadura espanhola decidir tornar obrigatório o uso da máscara a partir da meia-noite desta sexta-feira, independentemente da distância social de segurança, para evitar a transmissão descontrolada da Covid-19.

O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo conselheiro (responsável do executivo regional) da Saúde e dos Serviços Sociais da Junta da Estremadura, José María Vergeles, depois de salientar que algumas das infeções que estão a ser detetadas na região estão ligadas a festas, reuniões e situações de lazer em que as medidas de segurança não foram respeitadas, o que considerou inaceitável.

“O relaxamento de uns poucos pode ser o motivo de preocupação de muitos ou que voltemos a situações anteriores”, acrescentou o também segundo vice-presidente do Governo da região que faz fronteira com Portugal, que tem defendido que se tomem medidas com “contundência” e “rapidamente”, face ao que está a acontecer noutras comunidades autónomas espanholas.

Assim, a utilização de máscaras para os maiores de seis anos será obrigatória em parques, piscinas, locais de trabalho, festas e esplanadas, entre outros espaços. Os que violarem esta regra poderão ter de pagar multas leves, mas também ser sancionados até 6.000 euros, dependendo do risco que tenham causado à saúde pública.

Uso de máscara passa a ser obrigatório na Catalunha, independentemente da distância social

Depois da Catalunha, também as Ilhas Baleares vão decretar uso obrigatório de máscara