A Inglaterra começou este sábado o desconfinamento, a um ritmo mais acelerado do que o restante Reino Unido, com a retoma de espetáculos teatrais e piscinas ao ar livre, enquanto planeia tornar obrigatório o uso de máscara em espaços fechados.

Segundo a agência EFE, várias piscinas ao ar livre de Londres deram este sábado as boas-vindas aos primeiros visitantes, que, para entrar, tiveram de fazer reserva pela internet. Já outros equipamentos decidiram adiar a abertura para preparar as suas instalações face às necessidades exigidas devido à covid-19.

Também os aficionados de desportos coletivos podem voltar a praticá-los, inclusive o críquete, atividade que conta com muitos seguidores entre os britânicos.

Os salões de beleza, tatuagens e spas podem voltar a abrir a partir de segunda-feira e os ginásios, polidesportivos e piscinas interiores a partir de 25 de julho.

O executivo de Boris Johnson também permitiu a realização dos espetáculos teatrais, desde que sejam ao ar livre, com uma audiência limitada e que respeita a distância de segurança.

O governo está a planear tornar obrigatório o uso de máscaras nas lojas com o objetivo de ser “mais rigoroso” ao insistir que os cidadãos cubram o nariz e a boca em espaços reduzidos e em contacto com outras pessoas.

Esta medida, segundo fontes do Governo citadas pela imprensa local, poderá entrar em vigor nas próximas semanas.