506kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Facebook constrói robô que põe fibra óptica em redes de alta tensão

Este artigo tem mais de 2 anos

O Bombyx, nome em latim para "bicho-da-seda", é um robô que o Facebook criou que rasteja por cabos elétricos em redes de alta tensão e põe cabos de fibra óptica.

O robô anda pelo cabos de elétricos e instala cabos de fibra ótica como se fosse um bicho-da-seda
i

O robô anda pelo cabos de elétricos e instala cabos de fibra ótica como se fosse um bicho-da-seda

O robô anda pelo cabos de elétricos e instala cabos de fibra ótica como se fosse um bicho-da-seda

O Facebook criou um robô que coloca automaticamente cabos de fibra ótica em redes elétricas de alta tensão. A máquina chama-se Bombyx, “bicho-da-seda”, em latim, devido ao movimento que a faz mexer que é semelhante ao destes animais a andarem.

[Abaixo, o vídeo do Facebook a explicar como funciona o Bombyx]

A empresa fundada e liderada por Mark Zuckerberg criou esta máquina para tornar mais barata a extensão e criação de redes de fibra ótica. Em comunicado, o Facebook diz que “independentemente da tecnologia de acesso usada, para suportar o aumento da capacidade atendida em uma região, a fibra deve ser levada para mais perto do utilizador final”. Este projeto foi feito no âmbito do programa Facebook Connectivity. A ideia de juntar os cabos a redes elétricas já existente surgiu ao perceber que em países como o Uganda esta solução podia ajudar a massificar as redes elétricas e a fibra ótica.

O Facebook Connectivity, em colaboração com vários parceiros, passou os últimos anos desenvolvendo uma solução de implantação de fibra aérea que usa um robô projetado para implantar com segurança um cabo de fibra ótica especializado em linhas de energia de média tensão (MV)”.

De acordo com os engenheiros do Facebook, “este sistema combina inovações nas áreas de robótica e design de cabos de fibra ótica para reduzir drasticamente o custo de implantação de fibra utilizando a infraestrutura elétrica. Embora tenha havido grandes melhorias na resistência e no tamanho de um cabo de fibra, bem como na quantidade de dados que um cabo pode transportar, ainda não existe uma solução amplamente aplicável para reduzir o custo de construção de fibra”.

O nosso objetivo é que esta tecnologia permita a construção igual de fibra em comunidades rurais e de baixa renda, bem como em comunidades ricas, com acesso aberto à fibra, preços justos e equitativos, preços decrescentes da capacidade à medida que o tráfego cresce e benefícios compartilhados da rede de fibra com a empresa elétrica”.

Até 2019, mais de 70% da população mundial vivia a 10 quilómetros de ligações por fibra ótica. “Isto foi dolorosamente ilustrado durante a recente pandemia, pois as comunidades tiveram que se adaptar ao uso quase constante de apps de uso intensivo de largura de banda necessários para o trabalho e a educação remotos”, esclarece a rede social.

A maioria dos custos na criação de redes de fibra ótica são alocados à construção da infraestrutura. Com esta solução, fica mais barato

Estes esforços do Facebook surgem numa altura em que muitos países estão a começar a investir em redes sem fios 5G. Contudo, a empresa de Zuckerberg está a focar-se nesta infraestrutura base — também para as redes 5G — que não chega ainda a mais de 3,5 mil milhões de pessoas em todo o mundo, como contou o Facebook ao CNet. As redes de fibra ótica permitem ligação estáveis e de rápida velocidade à internet. Com esta tecnologia, o Facebook quer reduzir em 10 vezes o preço da criação de infraestruturas de fibra ótica.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.