O ministro da Administração Interna determinou esta terça-feira a abertura de um inquérito ao incêndio florestal que deflagrou na segunda-feira em Castro Verde e em que quatro bombeiros ficaram feridos, dois deles com gravidade.

Fonte oficial do Ministério da Administração Interna disse à agência Lusa que Eduardo Cabrita pediu o inquérito à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Durante o combate às chamas do incêndio que ocorreu na segunda-feira em Castro Verde, distrito de Beja, dois bombeiros ficaram feridos com gravidade, ambos da corporação de Cuba, e foram transportados de helicóptero para os hospitais de Santa Maria e São José, em Lisboa, tendo sofrido queimaduras.

Os outros dois bombeiros, que sofreram ferimentos ligeiros, um da corporação de Ferreira do Alentejo e outro da corporação de Castro Verde, foram assistidos no local.