Mais de 40 estabelecimentos de Anadia aderiram ao selo “Comércio Seguro”, dístico que indica o cumprimento das regras de higiene e segurança pelo comércio local, no âmbito do pacote de medidas extraordinárias “ANADIA estamos JUNTOS”.

Os dísticos “Comércio Seguro”, que são distribuídos após vistoria da autarquia e da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), são uma das medidas de prevenção, mitigação e apoio à retoma económica, no âmbito do combate à propagação da pandemia Covid-19, que ascendem a 800 mil euros do orçamento municipal de Anadia para 2020.

“Esta medida, que está a ser trabalhada em articulação com a ARSC, visa reforçar a confiança dos consumidores e atrair mais pessoas para o comércio local, onde poderão efetuar as suas compras de forma segura”, resume a autarquia no espaço de apresentação do selo.

A Câmara presidida por Teresa Cardoso anunciou ainda a criação de um Cartão Eletrónico de Fidelização e de uma Plataforma Digital. O cartão eletrónico visa fidelizar clientes através da acumulação de pontos que podem ser trocados por serviços nas estruturas municipais.

O programa municipal virado para o tecido económico de Anadia abrange também as empresas que dependem da exportação.

“O alargamento do programa à participação de empresas do concelho em certames nacionais e internacionais, para o ano de 2021 (em virtude do cancelamento dos certames em 2020), é uma das medidas delineadas complementada pelo trabalho a desenvolver com AICEP, IAPMEI, ACIB e AIDA e o envolvimento e constante diálogo com a diáspora anadiense pelo mundo fora, fortalecendo as relações e, assim, estimulando as ligações comerciais”, garante a autarquia.

O executivo liderado pela independente Teresa Cardoso lançou em maio um pacote de medidas extraordinárias para apoiar o tecido social e económico do concelho, denominado “ANADIA estamos JUNTOS”, que visa “devolver estabilidade” às famílias e empresas do concelho. “É tempo de relançar a economia do concelho e de retomar o caminho do crescimento sustentado e da qualidade de vida”, refere Teresa Cardoso.

As medidas complementares foram incluídas no “Programa Municipal de Apoio Extraordinário ao Tecido Social e Económico”, aprovado em março, que pode ser consultado em www.cm-anadia.pt.

O programa vigora até ao final de 2020, podendo sofrer ajustes em função da evolução da situação epidemiológica e de normas e orientações provenientes da Direção-Geral da Saúde e do Estado, frisa a autarquia bairradina.