O número de casos confirmados de Covid-19 em Portugal subiu para 47.765 esta quinta-feira, 16 de julho, depois de terem sido registados 339 novos contágios nas últimas 24 horas, de acordo com o relatório da Direção-Geral de Saúde. O número de casos aumentou em 0,7% e o número de mortos subiu em 0,2%, fixando-se agora nos 1.679. Desta forma, a taxa de letalidade da Covid-19 em Portugal é de 3,52%.

Do relatório divulgado esta quinta-feira ao início da tarde há vários pontos a destacar: o número de mortes e casos; a distribuição geográfica das novas infeções, que continua a concentrar-se na região da capital; as faixas etárias mais afetadas; e a ligeira subida dos números de internamentos em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Mais 3 mortes, todas em Lisboa e Vale do Tejo e com mais de 70 anos

O número de mortes subiu em 3 (uma descida em relação aos 8 da véspera), fixando-se agora nos 1.679. Todos estes óbitos foram registados na região de Lisboa. Um dos mortos, um homem, tinha entre 70 a 79 anos. Os dois restantes, um homem e uma mulher, morreram já com mais de 80 anos de idade.

4 em cada 5 novos casos são na região da capital

Mantendo uma tendência já vincada nos últimos dois meses, a grande maioria dos novos casos são em Lisboa e Vale do Tejo. Dos 339 novos diagnósticos, um total de 274 são na região da capital — o que equivale a 80,5%. Desta forma, 4 em cada 5 casos das últimas 24 horas dizem respeito a Lisboa e arredores.

O resto do país continua a ser mais poupado, mas são poucas ainda as regiões que não têm casos novos. No Norte houve 38, no Centro 11, no Alentejo 9 e no Sul outros 7. Nas ilhas não houve quaisquer casos a serem registados nas últimas 24 horas.

Maior número de casos é entre pessoas dos 40 aos 49 anos

Quanto a idades, a DGS aponta que nas últimas 24 horas a faixa etária mais presente entre os novos casos é a que vai dos 40 aos 49 anos. Entre os 339 novos casos, 81 fazem parte desse grupo etário — o que equivale a 23,9%, ou praticamente 1 a cada 4 casos.

Seguem-se os 30-39 anos (72 casos), 20-29 anos (56), 50-59 (47), 10-19 (26), 60-69 (25), 0-9 anos (24) e os 70-79 (22). Por fim, a faixa menos afetada é também a potencialmente mais crítica: com 80 ou mais anos, há 15 novos casos nas últimas 24 horas.

Número de internados em UCI volta a subir e recua uma semana

Quando ao número de internados em regime geral, há uma alteração quase milimétrica: de 478, passou para 476 doentes, o que representa uma alteração de 0,4%. Mais substancial, porém, é a variação dos números de doentes em UCI, que subiram dos 68 de quarta-feira para 72. Desta forma, há mais 4 internados nesse regime, o que representa uma subida de 5,9%.

Vale a pena realçar que este é o número de internados em UCI mais alto desde 9 de julho — ou seja, a passada quinta-feira. Desta forma, depois de uma semana em que, em média, o número de internados em UCI foi descendo, esse valor recua e torna a aumentar.