O Lar do Comércio, em Matosinhos, que teve mais de 100 infetados com Covid-19, 24 dos quais acabaram por morrer, já não tem qualquer residente infetado, foi esta quinta-feira anunciado.

Em comunicado, a instituição do distrito do Porto frisou que a “crise de Covid-19” que sentiu está “ultrapassada”, depois dos atuais 181 utentes terem testado negativo para o vírus SARS-Cov2 no último fim de semana.

Com mais de 200 idosos, o Lar do Comércio teve de ser descontaminado pelo Exército Português e foi obrigado a transferir 59 utentes para três instituições, de Matosinhos, Porto e Vila Nova de Gaia.

Em três meses, a instituição conseguiu conter a infeção e reverter a crise provocada pelo coronavírus”, sublinhou.

Na semana passada, a direção do Lar do Comércio enviou uma exposição aos partidos representados na Assembleia da República, depois de alguns terem questionado o Governo sobre as dificuldades da instituição no combate ao novo coronavírus, esclarecendo os factos e as ações desenvolvidas durante a pandemia e a forma como foi revertido o processo.

Na sequência da situação deste lar, o Ministério Público instaurou um inquérito e um familiar de uma utente que morreu com Covid-19 apresentou queixa, por alegada prática de vários crimes, e requereu a suspensão de funções dos órgãos sociais.