533kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

"Agora só sai quando eu morrer", diz Pinto da Costa sobre Sérgio Conceição

Este artigo tem mais de 2 anos

Questionado sobre a permanência do treinador Sérgio Conceição no Futebol Clube do Porto, Pinto da Costa respondeu entre sorrisos: "Agora só sai quando eu morrer".

i

JOSE COELHO/LUSA

JOSE COELHO/LUSA

Questionado sobre a permanência do treinador no clube — a pergunta exata foi “Gostava de ver Sérgio Conceição muitos anos à frente do Futebol Clube do Porto?” — Jorge Nuno Pinto da Costa, de 82 anos, preferiu responder com humor, em vez de enveredar sobre o assunto sério da renovação do técnico, que tem apenas mais um ano de contrato com os dragões.

“Espero vê-lo, não espero morrer tão cedo”, disse o histórico presidente do clube ao repórter do Porto Canal, no balneário da equipa e à margem das comemorações do título de campeão nacional de futebol, para divertimento do próprio Conceição, que não conteve o riso.

“Nós vamos estar sempre juntos”, devolveu logo depois o treinador, recordando que chegou ao clube pela primeira vez quando tinha apenas 16 anos e garantindo que não tenciona ir a nenhum outro lado.

“Agora só sai quando eu morrer”, reforçou Pinto da Costa, que foi reconduzido na presidência do Futebol Clube do Porto há pouco mais de um mês. “O presidente é que sabe”, anuiu Conceição.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.