O Presidente timorense reafirmou esta sexta-feira o empenho do país no fortalecimento da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), saudando a criação da organização que cumpre 24 anos.

“Ao percorrermos estes 24 anos constatamos que a projeção e o prestígio da CPLP não param de crescer. Timor-Leste acredita no futuro da CPLP”, disse Francisco Guterres Lu-Olo, numa mensagem enviada pelo gabinete à Lusa.

Lu-Olo manifestou “orgulho” por Timor-Leste ser fundador da CPLP, organização que “reflete os laços históricos indestrutíveis que resultaram de um relacionamento multissecular dos países que falam português”. “A institucionalização da CPLP reforçou a concertação politico-diplomática entre os Estados-Membros e Timor-Leste passou a ter uma plataforma para reafirmar o direito inalienável do nosso povo à autodeterminação e independência”, escreveu.

“Podemos afirmar que a nossa Comunidade ao ser porta-voz do heroico sacrifício do nosso Povo contribuiu para repor a legalidade internacional e pôr fim a uma tragédia que ceifava milhares e milhares de vidas humanas”, acrescentou.

O Presidente timorense lembrou que os trabalhos da CPLP têm sido afetados pela pandemia da Covid-19, forçando o adiamento da XIII cimeira para 2021.