Pelo menos 43 pessoas, muitas delas mulheres e crianças, foram mortas em confrontos entre grupos armados na província do Kivu Sul, na República Democrática do Congo (RDC), denunciou este sábado o coordenador de grupos cívicos locais.

Andre Byadunia disse à Associated Press (AP) que pelo menos outras 40 pessoas desapareceram depois de membros de um grupo armado, denominado Ngumino, terem atacado a aldeia de Kipupu, na quinta-feira, quando eram perseguidos pelo grupo rebelde Mai Mai.

O coordenador dos grupos cívicos do Kivu Sul afirmou que, desde que se iniciaram os confrontos entre os dois grupos armados, quinta-feira, foram incendiadas casas em outras aldeias ao longo do caminho.

Os ataques a várias aldeias foram confirmados por um porta-voz do exército, Dieudonne Kasereka, que assegurou estar tudo a ser feito para proteger os civis.

Nas províncias do Leste da RDCongo existem vários grupos armados que se envolvem frequentemente em confrontos, numa disputa pelo poder nesta rica região mineira.