Um grupo de professores de português lançaram este mês uma revista online, que resulta de uma parceria das universidades de Genebra e de Zurique, uma iniciativa que visa divulgar a identidade portuguesa no país.

Em declarações à agência Lusa, a professora portuguesa Nazaré Torrão, responsável pela Unidade de Português da Universidade de Genebra e membro da comissão editorial da revista “Língua-lugar”, explica que o projeto tem como objetivo questionar os leitores sobre “a sua história, cultura, e identidade” com o intuito de “difundir as culturas e literaturas em língua portuguesa”.

O dossiê temático da revista que deverá ser semestral escolhido para este primeiro número foi a Expo’98 e o Portugal pós-imperial em busca de uma narrativa nacional.

“A ideia era analisar a Expo’98 e o discurso narrativo que foi produzido nessa altura, centrado nos descobrimentos, em busca de uma nova narrativa para a identidade nacional portuguesa”, afirma a professora universitária referindo-se à temática escolhida para o lançamento.

Nazaré Torrão acrescenta ainda que “não havendo recursos financeiros para uma revista física, o mais simples foi criar uma revista online que fosse gratuita e chegasse a todo o mundo cuja língua é o português”.

“Estamos abertos a receber dossiês de pessoas externas à universidade, que estejam interessados em colaborar com a revista”, diz a responsável, esclarecendo que todos os artigos deverão ser sujeitos às regras normais de avaliação para a publicação de qualquer artigo científico.

Esta revista, composta por uma comissão editorial de cinco portugueses, um alemão e dois brasileiros, junta vários artigos científicos, um espaço de discurso artístico, um lugar de memória dedicado a uma figura ilustre, e uma secção de entrevista consagrada a uma personalidade da língua ou cultura em língua portuguesa.

O “nome escolhido para a revista tem a ver com um conceito desenvolvido na poesia de Herberto Helder e, ao mesmo tempo, queríamos chegar a todo o lado em que se fala a língua portuguesa”, diz.

Nesta primeira edição, as personalidades literárias em destaque são o escritor angolano Luandino Vieira, a escritora luso-angolana Djaimilia Pereira de Almeida e a escritora portuguesa Lídia Jorge.

“Trata-se de uma revista que se pretende plural, pluridisciplinar e atual. Ainda que fale do passado tem sempre repercussões nas discussões da sociedade civil presente”, afirma a professora Nazaré Torrão.

A publicação digital, lançada pela Universidade de Genebra em parceria com a de Zurique, encontra-se disponível para ser descarregada gratuitamente no site online da Universidade de Genebra, em versão portuguesa ou francesa.

A “Alteridade” estará no centro das discussões na próxima edição da “Língua-lugar”, no próximo mês de dezembro.