A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem “fortemente indiciado” de ter ateado dois incêndios florestais em Rio Mau, Vila do Conde, distrito do Porto, anunciou esta segunda-feira esta força policial.

O suspeito, de 60 anos, foi detido fora de flagrante delito, referiu, em comunicado.

O fogo terá sido provocado com recurso a um isqueiro, em locais próximos da residência do suspeito, sublinhou a PJ.

Ateou três ignições, em datas diversas, aparentemente sem qualquer razão e abandonou o local de imediato, colocando em perigo as habitações e unidades industriais existentes nas imediações”, vincou.

Segundo esta força policial, as chamas consumiram uma área total com aproximadamente 3.500 metros quadrados e colocaram em perigo residências e duas unidades fabris contíguas à mancha florestal em causa.

Estas ignições só não assumiram outras proporções devida à “pronta e eficiente” intervenção dos Bombeiros de Vila do Conde, frisou.

Com antecedentes pela suspeita da prática de incêndio florestal, o homem vai agora ser presente a um juiz de instrução criminal.