A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 43 que invadiu as instalações de um clube desportivo na Amadora e ameaçou os diretores com uma arma de fogo. O homem é suspeito da prática de crimes de coação agravada e detenção de arma proibida. Era procurado desde dezembro.

De acordo com o comunicado da PJ, o filho menor do homem detido jogava futebol no clube em causa. Quando se dirigiu às instalações, o pai da criança quereria exigir aos diretores a desvinculação do filho daquele clube. Para isso, ameaçou-os com uma arma de fogo de calibre 6,35 milímetros transformada e carregada.

As vítimas esconderam-se no interior de uma sala, mas o homem terá pontapeado e socado a porta, quebrando um vidro. Lá dentro, os diretores conseguiram contactar as autoridades, que acorreram ao local. À chegada, no entanto, o suspeito já tinha fugido.

Sete meses depois, foi localizado, identificado e detido pela  Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo. O homem será presente esta terça-feira a primeiro interrogatório judicial, no qual será sujeito à aplicação das medidas de coação. Entretanto, a PJ continua a investigar se o homem esteve envolvido noutros crimes semelhantes.