A Casais está a construir um hotel, escritórios e um parque de estacionamento, em Vila Nova de Gaia, num investimento de 17,5 milhões de euros que o grupo garante estar “alinhado com o futuro” apesar da pandemia da Covid-19.

Em nota enviada à agência Lusa, o grupo Casais reconhece que “a pandemia trouxe grandes desafios”, enumerando as medidas de confinamento e de distanciamento social, mas garante que os investimentos anunciados esta semana para o centro de Gaia, no distrito do Porto, “assentam num conjunto de premissas que a Covid-19 vem reforçar e confirmar”, nomeadamente as características de algumas vertentes do projeto como o acesso direto e sem atendimento ao público.

Em causa está o lançamento do B&B Hotel Porto Gaia, um hotel de três estrelas com 11 pisos, 210 quartos e capacidade para 439 camas, que ficará localizado junto à Avenida da República e Praça Central do El Corte Inglês, sobre a A44.

Soma-se a construção de 14 espaços para escritórios, que estarão localizados na zona poente do edifício, bem como de um parque de estacionamento para 63 lugares.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em resposta a questões da Lusa, o grupo Casais estima que a obra fique concluída no início de 2022, descreveu o projeto inclui aspetos como o conceito ‘touchless’, em português “sem toque”, que consiste no facto dos próprios sistemas de climatização e ar condicionado serem individualizados quarto a quarto.

Outro dos aspetos mencionado pela Casais é o facto dos 14 espaços para escritórios serem de acesso direto e sem atendimento ao público, algo que afirmam já fazer parte do projeto original e não ter sido uma alteração feita em função da pandemia da Covid-19, destacando, principalmente, a localização pelo acesso direto a serviços e meios de transporte.

Quando os conceitos estão alinhados com as tendências do futuro, encara-se o futuro com mais confiança. Existem algumas tendências de alojamento que estão a ganhar relevância e a B&B Hotels está nesse percurso”, descreveu o grupo.

Já questionado sobre se teme vir a sentir sequelas da pandemia do novo coronavírus – que já provocou mais de 616 mil mortos, incluindo 1.702 em Portugal – o grupo mostrou-se confiante de que “o posicionamento deste ativo de alojamento torna-o bastante resiliente, na medida que consegue dar resposta a vários segmentos de procura de alojamento”.

Em resultado da localização e características do projeto, acreditamos que o B&B Hotel Porto Gaia vai ser um sucesso. A sua inauguração está prevista para o início de 2022 e acreditamos que nessa altura já a sociedade terá ultrapassado a pandemia e a economia já se encontrará em fase de recuperação”, lê-se ainda na nota à Lusa.

A Casais é a empresa responsável pela construção de seis unidades hoteleiras do grupo B&B Hotels, assumindo ainda a promoção das unidades do Montijo, Oeiras, Vila Nova de Gaia, Olhão e Guimarães.