Nem duas semanas passaram desde a apresentação da 6.ª geração do Ford Bronco e os chineses já deitaram mãos à obra para tirar proveito do sucesso do lançamento do jipe norte-americano, a que o mercado reagiu tão bem a ponto de, poucas horas depois de abrirem as reservas para a First Edition, as 3500 unidades desta série limitada terem esgotado.

Enquanto a Ford estudava a possibilidade de aumentar o número de primeiros exemplares, para responder à procura, tendo decidido alargar a edição especial a 7000 unidades, os chineses da Wey “inspiravam-se” no design do 4×4 da oval azul para definir a estética do seu próximo SUV.

Novo Ford Bronco chega com tudo. E é quanto basta!

O resultado da “inspiração” ainda não foi concretizado mas, a avaliar pelos teasers divulgados pelo fabricante sob a alçada da Great Wall Motors, os chineses estão determinados em seguir à risca a fórmula com que o Bronco colheu tamanha receptividade. Tanto que a frente do Wey P01, assim é denominado o clone asiático, é em tudo idêntica à do Ford, com diferenças na grelha frontal, pois daria muito nas vistas escarrapachar ao centro “Bronco”. A alternativa, mais sóbria, foi optar por três barras horizontais que parecem ser cromadas. Outra das diferenças reside na assinatura luminosa, tendo a Wey enveredado por um esquema mais vistoso na frente, com uma faixa de luz ao centro que se prolonga até à lateral e culmina na identificação do fabricante, sugerindo isto que o espírito inventivo merece ser realçado (quando existe)… Atrás, o formato dos  farolins também persegue a referência, embora o esquema de iluminação seja distinto.

De resto, tratando-se de um produto que necessariamente será muito mais barato, pois costuma ser essa a estratégia das imitações chinesas, as diferenças que podem ser encontradas remetem para as opções que “complicam” a produção e encarecem o modelo. Daí que, pelo que nos é dado a ver, o Wey P01 prescinda da capota e das portas amovíveis. Como tal, os chineses optaram por colocar os espelhos retrovisores nas portas, ao contrário do que acontece no jipe americano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Se o exterior resvala para a cópia, o interior ainda permanece uma incógnita. Mas não seria de surpreender que os chineses optassem por manter a lógica da réplica e reproduzissem no habitáculo do P01 a atmosfera do Bronco Sport, embalados pelo facto de as primeiras entregas do jipe norte-americano só estarem previstas para a próxima Primavera, o que lhes pode dar tempo para ganhar avanço.

Quanto à mecânica e soluções técnicas também nada se sabe, pese embora este domínio seja de somenos importância para os clientes chineses que, geralmente, valorizam mais o “parecer” do que o “ser”, como pode confirmar abaixo, nos cinco artigos listados em “ler mais”. Logo, não há que alimentar grandes expectativas de um todo-o-terreno puro e duro.