O trânsito na serra de Sintra, no distrito de Lisboa, vai continuar interditado até ao final do dia de terça-feira, exceto a transportes públicos e moradores, devido ao risco de incêndio, determinou esta sexta-feira o município.

A circulação na serra Sintra está condicionada desde o dia 17 de julho devido aos alertas laranja da Proteção Civil para risco de incêndio.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Sintra explica que esta interdição, nas vias que integram o perímetro da serra, vai ser renovada às 00h00 de domingo e mantém-se até às 23h59 de terça-feira.

Urge proteger quem vive e visita Sintra com a adoção de medidas adequadas no âmbito da Proteção Civil. Urge preservar a serra de Sintra, Património Mundial UNESCO da Paisagem Cultural, e defendê-la para as gerações vindouras”, lê-se na nota.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As exceções à interdição referem-se a veículos de moradores e de empresas ali sediadas, transportes públicos de passageiros (todos os veículos titulares de alvará emitido pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes que realizam o transporte de passageiros), veículos de socorro, de emergência e das entidades integrantes do Sistema de Proteção Civil.

A situação de interdição do trânsito nas vias municipais do perímetro da serra de Sintra será avaliada de 12 em 12 horas, podendo a interdição ser agravada ou desagravada, tendo em conta as condições que se possam vir a registar”, aponta a autarquia.

A Câmara de Sintra, liderada por Basílio Horta, refere ainda que “para melhorar a mobilidade e responder às necessidades” de quem visita a vila irá disponibilizar transporte gratuito dos dois parques de estacionamento periféricos à serra, localizados na Portela e na Cavaleira, para a estação de comboios.