O icónico edifício na Praça Batalha, assinado pelo arquiteto Marques da Silva e inaugurado em março de 1920, foi palco da gravação do hino do Futebol Clube do Porto, da estreia no teatro da atriz Benedita Pereira e cercado pela PSP por suspeita de assassinato. Histórias que recheiam 100 anos do Teatro Nacional de S. João, comemorados em plena pandemia.

A atividade editorial do São João já é longa, uma vez que há vários anos publica em parceria com a editora Húmus textos dramáticos ocidentais e dramaturgia nacional, passando pelo estrangeira. Este mês, o teatro lança Empilhadora, uma nova coleção de livros que reúne obras de história e estética teatral, ensaio e biografia, onde William Shakespeare e Anton Tchékhov são os primeiros protagonistas.

100 anos de Teatro Nacional de São João: do hino do Futebol Clube do Porto à polícia que apareceu para ver “Macbeth”

O Repúdio do Conhecimento em Sete Peças de Shakespeare, de Stanley Cavell (1926-2018), “é o primeiro livro publicado em Portugal de um dos maiores filósofos do século XX”. Cavell analisa aqui Rei Lear (num ensaio seminal), Hamlet, Otelo, Macbeth, Coriolano, O Conto de Inverno e António e Cleópatra. “O filósofo que se aventura na exegese literária não deixa de se demorar, neste livro, nalguns dos seus outros interesses: a linguagem, a psicanálise, o cinema, a religião”, lê-se na sinopse.

18€

Olhai a Neve a Cair – Impressões de Tchékhov, de Roger Grenier (1919-2017) é uma viagem no tempo, pelo menos mental, sendo simultaneamente “um ensaio biográfico que conta a vida de uma das figuras centrais do teatro moderno e contemporâneo, seguindo o fio do seu percurso como dramaturgo, novelista e epistológrafo”.

15€

Ambos os livros estarão à venda online, nas principais livrarias do país, incluindo as independentes, e serão apresentados publicamente no Teatro Nacional São João, por António M. Feijó e Pedro Mexia, no dia 19 de Setembro, pelas 16h.

Palco Assombrado – O teatro como máquina de memória, de Marvin Carlson (tradução de Paulo Faria) e Falhar Melhor – A vida de Samuel Beckett, de James Knowlson (tradução de Fernando Villas-Boas) serão os próximos títulos disponíveis.