O Grupo Air France-KLM passa a ter em agosto cerca de 160 voos semanais de e para três aeroportos portugueses, estando o programa sujeito à evolução da pandemia da Covid-19.

Em comunicado, o grupo adianta que a KLM — Real Companhia de Aviação Holandesa vai aumentar a oferta de voos de e para Portugal em agosto, das 42 frequências semanais (ida e volta) operadas em julho para as 70. Em comunicado, o grupo diz que a oferta da companhia aérea dos Países Baixos cresce ligeiramente em Lisboa, mas mais que triplica no Porto.

Após o regresso ao Porto no mês passado, Lisboa — Amesterdão-Schiphol, que mantém um voo/dia desde 28 de março, passa a operar com três voos diários (contra os dois em julho), enquanto que a do Porto — Amesterdão-Schiphol passa de quatro voos/semana para dois voos/dia (14 semanais).

O programa em Lisboa e no Porto inclui aviões com paragem noturna nos respetivos aeroportos, permitindo partidas de manhã cedo e mais oportunidades de ligação à rede europeia e internacional em Amesterdão-Schiphol.

Em simultâneo, a Air France (do mesmo grupo) passa a operar as rotas de Faro — Paris-CDG (lançada no início de julho com 1 voo por semana), passou a quatro voos semanais a 13 de julho. O voo Lisboa – Paris-CDG (após voltar a ser diário a 6 de junho, passou, progressivamente, para quatro voos diários a 13 de julho e o Porto — Paris-CDG, após retomar a 6 de junho, com três voos semanais, voltou a ser diário a 18 de junho e passou a dois voos diários a 13 de julho.

O grupo afirma que o programa está sujeito à evolução da presente situação.

A rede europeia da KLM vai aumentar nos próximos meses dos 72 destinos em julho para os 91 em agosto, setembro e outubro. O número de destinos intercontinentais passa dos 51 em julho para os 59 em agosto e os 61 em setembro e outubro, ainda abaixo do nível pré-Covid-19.

A KLM optou, em primeiro lugar, por ampliar o número de destinos, para que os clientes tenham acesso à maior oferta possível. O próximo passo é aumentar as frequências ou a capacidade, introduzindo aviões maiores em determinadas rotas”, refere.

A KLM tomou medidas para assegurar que os voos são seguros tanto para os seus clientes como as suas equipas.

“As máscaras são obrigatórias no embarque e, durante o voo, há equipamentos de higiene adicionais a bordo. Os aviões da KLM são totalmente limpos com produtos e protocolos específicos. O ar a bordo é renovado rapidamente usando filtros HEPA”, refere.