Uma operação da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) de dois dias a quatro indústrias de Felgueiras suspeitas de contrafação resultou na apreensão de mais de 150 mil artigos e mais de 117 mil euros em dinheiro.

Em comunicado, a ASAE refere que cinco suspeitos foram constituídos arguidos no processo, dos quais quatro apresentam antecedentes neste tipo de ilícitos.

A operação, através da Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal, decorreu no âmbito de uma investigação pelos crimes de Contrafação, Branqueamento de Capitais e Fraude Fiscal e foram executados oito mandados de busca domiciliária e dois de busca não-domiciliária.

A ASAE adianta que a investigação “dirigiu-se a um conjunto de quatro indústrias, as quais se dedicavam, de forma articulada, à produção e à venda de artigos contrafeitos, em especial, calçado desportivo, aos espaços dissimulados de armazenagem dos artigos fabricados e aos proveitos financeiros gerados e ocultados, provenientes da atividade ilícita”.

No decurso das buscas, foram apreendidos 150 mil artigos por suspeita de contrafação, incluindo calçado e respetivos componentes de fabrico, como os cunhos metálicos com as marcas apostas, bem como 13 máquinas industriais, que estavam a ser utilizadas na produção ilícita, quatro impressoras plotter, um computador e duas pen drives (de armazenamento de dados).

No decurso dos mandados de busca domiciliária, acrescenta a ASAE, “foram ainda apreendidos, na totalidade, 117.180 euros em numerário, por suspeita da sua proveniência ilícita e de constituírem rendimentos não declarados à administração tributária”.

Participaram, na operação, 21 inspetores da Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal.