A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) anunciou esta quarta-feira a existência de um “surto de Covid-19” numa fábrica têxtil em Vilarinho das Cambas, concelho de Famalicão, que fechou, sem adiantar o número de pessoas infetadas.

Em resposta enviada à Lusa, a ARS-N acrescenta que a autoridade de saúde local “está a desenvolver todas as medidas, de acordo com as orientações da Direção-Geral da Saúde, e continuará a acompanhar” a situação.

Contactada pela Lusa, a presidente da Junta de Freguesia de Vilarinho das Cambas, Judite Costa, declarou que a fábrica está fechada desde sexta-feira, dia em que foi detetado o primeiro caso positivo.

Citando informações que lhe foram transmitidas pela administração da fábrica, Judite Costa disse ainda que terão sido registados “cerca de uma dezena” de casos positivos, “mas todos assintomáticos”.

Ainda segundo a autarca, a empresa tem 25 trabalhadores e todos foram mandados para casa, para cumprirem um período de quarentena.

A administração da fábrica terá custeado os testes a todos os trabalhadores.

A data apontada para a reabertura é 10 de agosto, mas o administrador disse-me que a situação irá sendo, entretanto, reavaliada”, referiu Judite Costa.