Festim do tomate para atacar a crise

A partir de sábado e até ao fim de agosto; em 14 restaurantes da região do Douro

Para quem gosta do fruto a que muitos chamam de vegetal: o tomate é produto de verão e é na região duriense, bem a norte do país, que encontra uma das suas variantes mais peculiares — o coração de boi. A forte ligação deste ingrediente com a zona do país motivou a criação do festim anual do tomate coração de boi e é isso mesmo que começa agora já no sábado. A pandemia não permite o certame do costume (isso fica reservado para 2021) mas mesmo assim há como celebrar este tipo de tomate — e da melhor maneira, a comê-lo. Ao todo, 14 restaurantes da zona do Douro — de Vila Real a São João da Pesqueira — vão ter durante o mês de agosto menus ou pratos totalmente dedicados a este produto. São eles os seguintes: Aneto Wine & Table table (Peso da Régua), Bistrô Terrace – Quinta do Tedo (Armamar), Cais da Ferradosa (São João da Pesqueira), Caisdavilla (Vila Real), Cantina de Ventozelo (Quinta de Ventozelo, São João da Pesqueira), Cepa Torta (Alijó), Chaxoila (Vila Real), Cozinha da Clara – Quinta de La Rosa (Pinhão), DOC (Armamar), Flor de Sal (Mirandela), Pickles – Hotel Six Senses Douro Valley (Lamego), Taberna do Carró (Torre de Moncorvo), Tasca da Quinta (Régua) e Toca Raposa (São João da Pesqueira).

Ponyo à Beira-Mar

Sexta-feira, pelas 21h30; Praça do CCB, Centro Cultural de Belém; 5 euros

Para quem gosta de animação em família com animação japonesa: animação japonesa é sinónimo de Hayao Miyazaki, o génio multifacetado que criou uma das personagens mais icónicas do cinema asiático, o adorável Totoro (“My Neighbor Totoro”, 1988). Desde esse trabalho continuou a somar sucessos como “A Viagem de Chihiro” (ganhou o Óscar de Melhor Filme de Animação em 2001), “O Castelo Andante” (2004) ou até “Ponyo à Beira-Mar” (2009), obra que será exibida esta sexta-feira no Centro Cultural de Belém. Os cinemas ditos convencionais já tiveram ordem de abertura mas nada como aproveitar uma noite de verão para ver um filme debaixo das estrelas. Aproveite esta oportunidade, leve a família e deixe-se levar pelo mundo de fantasia de Miyazaki.

The Future Of Food Is Female

Todos os domingos de agosto, das 17h às 20h; Fábrica Musa, Rua do Açúcar, 83, Marvila

Para quem vê o futuro da comida no feminino: basta olhar de soslaio para a indústria da restauração e alimentação um pouco por todo o mundo para se perceber que é um meio (pelo menos o mais profissionalizado) totalmente dominado por homens — são deles todos os prémios, “estrelas” e mediatismos. É com isso em conta que a importadora e comerciante de vinho Jenifer Duke decidiu criar este The Future Of Food Is Female, evento que já vai na segunda edição e pretende reunir várias mulheres ligadas à indústria para celebrar o seu talento e melhor mostrar que o seu trabalho merece atenção, tudo, claro, através de comida e bebida deliciosa. Todos os domingos de agosto vai haver então um “take-over” da fábrica da cerveja Musa onde se vai provar de tudo, da melhor comida japonesa aos pratos mais saborosos do México, por exemplo. É um evento exclusivamente dedicado a mulheres e a programação vai sendo atualizada com frequência na página de Instagram do evento. Este domingo o palco será da cozinheira mexicana Paulia Loya, que irá servir tacos tradicionais.

FEST | Novos Realizadores, Novo Cinema

De 2 a 9 de agosto; em salas de cinema de Espinho, Porto e Lisboa; entre os 2€ e os 4,50€

Para quem gosta de estar a par das jovens promessas do cinema de autor: está aí a décima sexta edição do FEST, um autêntico polo de promoção e celebração do cinema independente que se reinventou para continuar a existir em tempos de pandemia e de contacto pessoal limitado — adiou iniciativas como o Programa de Indústria, o Training Ground, o Director’s Hub e as Industry Meetings para reforçar a oferta cinematográfica. No total surgem mais de 230 filmes que vão poder ser vistos em vários pontos do país. O auditório de Espinho será um deles, bem como um drive-in criado de propósito para o evento, na mesma localidade. Há ainda o Cinema Ideal, em Lisboa; e o Cinema Trindade e a Reitoria da Universidade do Porto, na Invicta. Há trabalhos de todo o mundo para ver, competições à espera do seu voto e muito, muito mais. A programação é extensa por isso consulte o programa completo e faça as suas escolhas.

Summer Bootcamps da Flag

www.flag.pt; de segunda a sexta-feira, em agosto, das 9h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h30; grátis

Para quem quer aproveitar para aprender um pouco mais sem sair de casa: Nunca é tarde ou má altura para se aprender mais qualquer coisa e nesta fase de distanciamento social isso não deve sair prejudicado. Ora se não é possível/fácil entrar numa sala de aula para tirar um mini-curso ou workshop, há sempre a internet — é aqui que entra a Flag. Este centro de formação viu 2020 a trocar lhe as voltas mas decidiu reagir através de uma série de cursos intensivos (ou “bootcamps”) diários e dentro de áreas tão díspares como vídeo para o digital, estratégia de redes sociais, app design, animação em after effects e muito, muito mais. As aulas são todas feitas online, em tempo real e o melhor de tudo é que toda esta oferta é gratuita, necessita apenas de inscrição prévia através do site desta Flag. Passe por lá, escolha o que mais lhe interessar e regresse às aulas sem sair de casa.

Making Bairro Alto Great Again – Again!

Queimado, Rua Luz Soriano, 44-46, Lisboa. Esta quinta-feira, das 18h às 22h; www.queimadolisboa.com; 15€ (preço médio)

Para quem não dispensa uma boa refeição com cocktails gelados: o restaurante Queimado, no Bairro Alto, teve de fechar à conta do Estado de Emergência mas no momento de reabertura decidiu adaptar a sua oferta a este período de tempo em que as pessoas estão mais reticentes em sair de casa e o turismo enfrenta quebras brutais. É daí que surge o Bun It, um novo conceito que procura aproveitar o estilo de comida que o Queimado já apresentava — criativa, descomplexada, divertida e feita à volta do fogo — mas de uma forma mais simples. Algo que descrevem como “fast-food, mas um pouco mais lenta”. Este evento em questão conta com essa oferta gastronómica (essencialmente composta por sanduíches, hambúrgueres e cocktails em modo granizado) e ainda DJ sets, combinação explosiva par um fim de dia bem passado. Consulte o site do Queimado para conhecer a carta completa e os preços e veja aqui o alinhamento musical.

Concertos Candlelight

Várias localizações, Porto; a partir desta sexta-feira, sempre às 21h30; preços a partir dos 15 euros

Para apreciadores de um bom concerto à luz das velas: locais inusitados, luzes baixas, música clássica e velas, muitas velas — é esta a receita dos Concertos Candlelight, iniciativa portuense que regressa em modo Covid-19 com um formato ao ar livre. Serão vários, os concertos que vão começar a partir desta sexta-feira e que durarão até ao final de setembro (veja aqui a agenda completa) e que terão sempre como ponto de partida composições da chamada música erudita, quase sempre com interpretes portugueses. O primeiro decorre no Jardim da Casa das Artes e tem como interprete o Quarteto de Cordas ADLIB. As Quatro Estações de Vivaldi estão no programa mas a eles hão de se juntar outras composições que são mantidas em segredo até ao espetáculo começar. Compre os bilhetes atempadamente, consulte o site do evento para verificar as medidas de segurança e escolha o que mais lhe agrada.

“Nunca mais é sábado” é uma rubrica que reúne as melhores sugestões para aproveitar o fim de semana.