A taxa de desemprego na zona euro atingiu 7,8% em junho, uma ligeira subida face a maio deste ano, num total de 12.685 milhões de pessoas desempregadas, divulgou esta quinta-feira o Eurostat.

O gabinete de estatísticas comunitário revela que, no mês de junho, quando os países europeus começaram a levantar as medidas restritivas para conter a Covid-19, a taxa de desemprego atingiu 7,8%, após ter atingido 7,7% em maio passado.

No conjunto da União Europeia (UE), a taxa de desemprego em junho foi de 7,1%, também ligeiramente acima dos 7% de maio passado.

Em termos absolutos, o Eurostat estima que 15.023 milhões de homens e mulheres na UE, dos quais 12.685 milhões na zona euro, estavam desempregados em junho de 2020.

Ainda na comparação em cadeia, face a maio, registaram-se mais 281 mil pessoas desempregadas na UE e 203 mil na zona euro.

No que toca ao desemprego juvenil, de cidadãos com menos 25 anos, verificaram-se 2.962 milhões de jovens desempregados no conjunto da UE (mais 124 mil) e 2.360 milhões na zona euro (80 mil).

Em termos percentuais, isto equivaleu a uma taxa de desemprego de 16,8% na UE e 17,0% na zona euro, contra 16,2% e 16,5% no mês anterior, respetivamente.

Por género, a taxa de desemprego na UE, em junho, foi mais elevada nas mulheres, atingindo 7,5% na UE, que compara com 7,3% em maio. Nos homens, a taxa de desemprego na UE, em junho, foi de 6,7%, contra 6,6% em maio.