Uma startup japonesa inventou uma máscara capaz de transmitir mensagens e traduzi-la em oito línguas. A máscara de plástico da Donut Robotics, a “C-Face”, conectar-se-á por bluetooth a uma aplicação nos smartphones, permitindo transcrever em texto as mensagens faladas, fazer chamadas e amplificar a voz.

Cada máscara custará o equivalente a cerca de 34 euros e ficará à venda em setembro. A este valor acresce ainda o preço do descarregamento e utilização da aplicação, que não foi divulgado.

Além do mercado japonês, a máscara da Donut Robotics deverá ser vendida também na China, nos Estados Unidos na Europa, avançou Taisuke Ono, chefe executivo da startup, à Reuters. Já se podem fazer pré-encomendas no site da marca.

JAPAN-ROBOT-AIRPORT

“Cinnanmon”, o robô que a empresa estava a desenvolver para um aeroporto no Japão. Créditos: Getty Images

Esta máscara será baseada numa tecnologia que estaria a ser desenvolvida há vários anos pela empresa. O mecanismo iria ser usado em robôs no aeroporto de Haneda, mas a falta de viajantes levou ao adiamento do contrato.

Em busca de soluções para sobreviver à crise, a Donut Robotics decidiu adaptar o sistema e aliou-o a um projeto que um dos funcionários havia desenvolvido uns anos antes: uma máscara que interpretava a fala do utilizador ao mapear os músculos faciais. O produto nasceu e prepara-se agora para uma produção de protótipos. Mas ainda não se sabe se protege contra agentes patogénicos.