Um homem de 45 anos foi detido por suspeita de ter ateado, na manhã de sexta-feira, um incêndio florestal no concelho de Oleiros, distrito de Castelo Branco, anunciou esta segunda-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a Diretoria do Centro da PJ explica que a detenção ocorreu com a colaboração da GNR de Proença-a-Nova e dos bombeiros de Oleiros.

“O suspeito, com o uso de chama direta, colocou o incêndio numa zona de pinhal, próximo de habitações e de uma área florestal considerável, num concelho já muito flagelado por incêndios florestais. O incêndio teria tido proporções bastante mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida e muito eficaz intervenção de bombeiros”, lê-se na nota.

A PJ sublinha que a atuação do suspeito “colocou em perigo habitações e uma considerável mancha florestal, bem como a integridade física e a vida de pessoas”.

O homem foi presente a primeiro interrogatório judicial no sábado, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva, a mais gravosa.