O arquipélago da Madeira celebrou um protocolo com um terceiro laboratório no continente para realizar testes à Covid-19 aos viajantes que pretendam ir para a região autónoma, anunciou esta segunda-feira o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

Juntando ao CEDOC [Centro de Estudos de Doenças Crónicas, em Lisboa, entidade que está a realizar gratuitamente testes de diagnóstico Covid-19 a quem viajar para a Madeira], reforçamos a capacidade [com o novo laboratório] de testagem”, disse o presidente do executivo madeirense.

O terceiro laboratório denomina-se Lumilabo, tem capacidade para realizar 250 testes por dia e possui 13 postos de recolha.

Segundo Miguel Albuquerque, “o CEDOC já realizou cerca de 3.562 testes, a Universidade de Coimbra 625 e no Norte foram feitos mais de 300 testes”.

O presidente do Governo Regional falava à margem da inauguração de uma unidade de alojamento em Câmara de Lobos.

Na ocasião, Miguel Albuquerque admitiu ainda a possibilidade de aparecerem novos casos positivos na região devido ao incremento do turismo para a Madeira, atividade que entre março e julho esteve praticamente suspensa.

Miguel Albuquerque apelou, por isso, ao uso da máscara e ao respeito pelas determinações da etiqueta social e distanciamento físico.

O arquipélago da Madeira regista 111 casos confirmados, 98 casos recuperados e 13 casos ativos, estando em vigilância (ativa e passiva) 14.880 pessoas.