Já imaginou uma corrida com 200 equipas e outros tantos tuk-tuk, similares aos que todos os dias passeiam os turistas nos principais destinos portugueses? À falta das competições motorizadas que animam o público na Europa e nos EUA, na Ásia são os tuk-tuk as “bombas” que fazem as delícias da população. A Tuk It, patrocinada pela Red Bull, é a corrida mais animada do ano.

Tuk-Tuk racing is a thing and it's awesome! ???? ???????? Red Bull

Posted by GiveMeSport on Wednesday, June 10, 2020

Ao contrário dos simpáticos veículos com três rodas ao serviço em Portugal, todos eles imaculados e eléctricos ou equipados com motores menos poluentes a quatro tempos, os tuk-tuk que operam na Ásia montam motores a gasolina velhos e a dois tempos, que presenteiam os clientes com um cheiro a óleo queimado que se recusa a abandonar a roupa durante longas horas. Como se isto não bastasse, os veículos são antigos, fabricados de forma quase artesanal, e só não se desfazem porque os donos os mantêm em condições de funcionamento à custa de muitos mimos e soldaduras.

As equipas de cada tuk-tuk são compostas por um “piloto” e dois ajudantes, que têm de ser multitask, pois se num momento estão pendurados fora do veículo para evitar que ele capote nas curvas mais rápidas, por ter apenas três rodas, no instante seguinte têm de saltar do tuk-tuk em andamento, para o empurrar nas subidas mais íngremes, em que os garbosos cavalos do motor se revelam manifestamente insuficientes para o desafio.

O Tuk It 2020 foi realizado no Sri Lanka, durante dois dias de intensa competição em que as 200 equipas mediam meças em pistas que parecem de motocross, traçados enlameados e incursões pela natureza onde nem faltou atravessar cursos de água. Veja o vídeo e imagine a emoção e a violência dos trambolhões…