Vinte e nove idosos de Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, foram operados às cataratas gratuitamente desde 2018, no âmbito de um projeto de inovação social entre a Fundação Álvaro Carvalho e o município local.

Em comunicado enviado esta segunda-feira à agência Lusa, a Câmara de Proença-a-Nova explica que a seleção dos doentes é feita com base em critérios de prioridade clínica e carência económica, realizada em parceria com a coordenação do centro de saúde local.

Dar visão ao interior – região Centro é o nome do projeto de inovação social da Fundação Álvaro de Carvalho que, em colaboração com o município de Proença-a-Nova, já permitiu a realização de 29 cirurgias às cataratas a utentes do concelho desde 2018, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa”, lê-se na nota.

A Câmara de Proença-a-Nova cofinancia a implementação deste plano de desenvolvimento, assegurando metade dos custos das cirurgias e o transporte de ida e regresso a casa quer no dia da cirurgia, quer nas consultas de pós-operatório.

Nos últimos três anos, a autarquia gastou cerca de 16 mil euros com os cidadãos mais vulneráveis e que necessitam de atenção especial, proporcionando assim melhor qualidade de vida.

A Fundação Álvaro de Carvalho é uma entidade de solidariedade social e tem como objetivo desempenhar funções de solidariedade social no âmbito da saúde.

Presta cuidados médicos e outras atividades assistenciais do foro preventivo, curativo e de reabilitação, privilegiando os setores mais carenciados da população ou os setores que se encontram socialmente mais excluídos, com especial incidência nas zonas do interior do país, onde este protocolo foi realizado com municípios dos distritos de Castelo Branco e da Guarda.