O presidente da Câmara de Oleiros, Fernando Marques Jorge, criticou esta quarta-feira o Governo por não cumprir a recomendação aprovada pelo parlamento para que indemnizasse a família do trabalhador de Oleiros que morreu num incêndio em 2017.

Até hoje, o Governo não cumpriu nem disse nada face ao que foi aprovado na Assembleia da República, uma resolução para que a família do Avelino, trabalhador da Câmara de Oleiros que morreu num incêndio de 2017, fosse indemnizada”, afirmou à agência Lusa Fernando Marques Jorge.

A resolução da Assembleia da República n.º 146/2019, assinada por Eduardo Ferro Rodrigues, foi publicada em Diário da República no dia 22 de agosto de 2019, depois de o parlamento ter aprovado o documento em 19 de julho do mesmo ano, recomendando ao Governo que avançasse com a indemnização relativa à morte de Avelino Mateus Ferreira.

O objetivo era que esta verba fosse atribuída nos mesmos termos das indemnizações definidas em relação às vítimas dos fogos de outubro de 2017. O texto da Comissão de Agricultura e Mar, que resultou dos projetos de resolução do PSD e do CDS-PP, foi aprovado por quase todos os grupos parlamentares no plenário, com exceção do PS, que se absteve.

Passados três anos da morte, o autarca de Oleiros (distrito de Castelo Branco) lamentou a postura de um executivo “que não cumpre” com aquilo que é indicado pelo parlamento e disse continuar à espera que se faça justiça à família de Avelino Mateus Ferreira.