Cerca de 150 bombeiros e quatro aviões ou helicópteros combatiam esta quinta-feira pelas 14h30 um incêndio que lavra numa zona de mato em Alijó e onde se verificam “fortes rajadas de vento”, segundo fonte da Proteção Civil.

O alerta foi dado pelas 12h00 e o ataque inicial foi “muito musculado”, tendo sido mobilizado os meios disponíveis para o local onde o vento muito forte e as altas temperaturas representam uma das maiores dificuldades no combate ao fogo. A fonte referiu que o incêndio circundou a zona industrial de Alijó e que os operacionais conseguiram fazer a proteção desta área.

O fogo está a evoluir numa frente que arde com alguma intensidade, numa zona rochosa de mato e de difícil acesso para os meios terrestres, indicou a mesma fonte.

Segundo a página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), cerca das 14h30 estavam mobilizados para o local 148 operacionais, 44 viaturas e quatro meios aéreos, tendo, no entanto, já sido solicitada a intervenção de mais dois aviões Canadair.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com a Proteção Civil, no distrito há ainda mais dois incêndios ativos, designadamente em Justos, Santa Mata de Penaguião, que mobiliza 21 operacionais, três viaturas e um meio aéreo, e ainda em Lamas, Ribeira de Pena, que está a ser combatido por 11 homens e três viaturas.

Nos últimos dias, o distrito transmontano tem registado várias ocorrências de incêndio que têm obrigado a uma grande mobilização de meios desde o arranque das ocorrências. O distrito de Vila Real está em estado de alerta especial de nível vermelho.