Os resultados dos últimos 11 testes efetuados no âmbito de um surto num aviário de Tomar (Santarém) “deram todos negativo”, disse esta sexta-feira à Lusa a delegada de Saúde Pública do Médio Tejo.

“Os resultados dos testes relacionados com o surto no aviário de Tomar vieram esta tarde e são todos negativos”, disse Maria dos Anjos Esperança, dando conta que aquele município regista esta sexta-feira, porém, “mais dois casos positivos, mas relacionados com contactos de um outro surto” que decorre na empresa Ribasabores.

Mantêm-se assim contabilizados os cinco funcionários de um aviário em Tomar infetados com Covid-19, referiu a delegada de Saúde do Médio Tejo, acrescentando que o surto obrigou à realização de 86 testes de despiste à doença, cujos resultados finais foram esta sexta-feira conhecidos.

Os casos foram detetados no início da semana na empresa Valouro – Avibom, situada na zona industrial de Santa Cita.

Segundo Maria dos Anjos Esperança, há esta sexta-feira, e “depois de uma revisão de todos os casos”, um total de “cinco casos positivos de trabalhadores do aviário” e mais “cinco casos de contactos” destes funcionários.

A coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo disse que esta situação configura um surto por apresentar cinco casos em trabalhadores da empresa: “É a partir de cinco casos que consideramos ser surto, embora este apresente o número mínimo”.

A empresa continua a laborar e os funcionários e demais cidadãos infetados pelo novo coronavírus estão “em isolamento profilático e a serem vigiados”.

No final de julho, um outro surto de Covid-19 surgiu também em Tomar, na zona industrial da cidade, tendo afetado 65 trabalhadores de uma empresa de transformação de carnes e, com os resultados desta sexta-feira, há mais dois casos positivos em contactos próximos, que se juntam aos 15 anteriormente identificados.

Para a delegada de saúde, a existência de 17 infetados entre contactos próximos dos trabalhadores é um “indicador” de que “o surto foi contido na empresa e não está a disseminar-se na comunidade”.

A empresa Ribasabores já voltou, entretanto, a laborar.

Nos 11 concelhos do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo (ACES), Tomar é o que regista o maior número de casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia, com um total de 130, dos quais resultaram quatro óbitos. Trinta e quatro pessoas estão agora recuperadas da doença.

O ACES Médio Tejo é composto pelos municípios de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.