A Direção-Geral da Saúde (DGS) alertou os cidadãos para os cuidados a ter para prevenir afogamentos em crianças.

Segundo a autoridade de saúde, vigiar “deverá ser uma preocupação especial dos cuidadores de crianças”, uma vez que os afogamentos “ocorrem em silêncio” porque “uma criança aflita na água raramente faz barulho”.

O alerta foi dado através da página de Facebook da DGS

????Tome atenção ao mar⛵????????Nunca deixe uma criança sozinha quando ela estiverpróxima de água.????A criança aflita na água…

Posted by Direção-Geral da Saúde on Tuesday, August 11, 2020

De acordo com o Observatório do Afogamento da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS), duas crianças com menos de quatro anos morreram por afogamento no primeiro semestre de 2020.

A morte por afogamento é a segunda causa de morte acidental em crianças, segundo a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), que aponta que anualmente morrem, em média, nove crianças afogadas, sobretudo em piscinas.