O Airbnb, uma plataforma online de arrendamento temporário para alojamento local, só vai permitir que clientes com menos de 25 anos possam fazer reservas no Reino Unido, em França e em Espanha se tiverem tido, pelo menos, três classificações positivas em casas perto de onde vivem. Como avança o The Guardian. O objetivo desta medida é reduzir o número de festas não autorizadas para garantir a segurança devido à pandemia de Covid-19.

Desde o ano passado que a plataforma de arrendamento online tem tentado reduzir o número de festas que alguns dos clientes fazem em casas da plataforma. Contudo, com a pandemia do novo coronavírus a criar mais receios, esta tem sido uma das prioridades do serviço nos últimos tempos.

“A restrição tem como objetivo proteger as comunidades locais e, ao mesmo tempo, permitir que os hóspedes mais jovens reservem anúncios fora de sua área local”, disse a plataforma num comunicado citado pelo mesmo jornal.

O Airbnb está comprometido em ser um bom parceiro para as comunidades e o anúncio de hoje segue uma série de medidas tomadas pela plataforma para reduzir o comportamento anti-social e festas não autorizadas”

Esta não é a primeira vez que a plataforma cria regras para reduzir festas. Nos EUA e no Canadá o Airbnb já tinha testado medidas semelhantes. O Observador contactou o Airbnb para saber se a mesma medida poderá vir a ser estendida a Portugal. Em resposta, a empresa disse: “Estamos sempre a procurar maneiras de proteger a nossa comunidade em todo o mundo, mas a nossa comunicação hoje limita-se ao Reino Unido, França e Espanha“.

Airbnb recebe investimento de mil milhões de dólares para compensar impacto da Covid-19

O Airbnb foi criado em agosto de 2008 por Brian Chesky, Joe Gebbia e Nathan Blecharczyk. A empresa tem sede em São Francisco, nos EUA. Devido à pandemia, a plataforma tem apresentado várias medidas para mitigar o impacto da Covid-19 mantendo a atividade.