Cinco pessoas morreram, na quinta-feira, na sequência da queda de um avião na província de Kivu do Sul, na República Democrática do Congo (RDCongo), anunciou esta sexta-feira o ministro provincial dos Transportes e Comunicações.

De acordo com Claude Swedi Basila, citado pela agência Associated Press (AP), o pequeno avião de carga, pertencente à companhia Agefreco, fazia a ligação entre Kalima, na província de Maniema, e Bakavu, Kivu do Sul, mas acabou por cair perto de uma área de floresta densa minutos antes da chegada ao destino.

As cinco vítimas mortais são os dois elementos da tripulação e três passageiros, acrescentou o governante. O ministro também disse que a Missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo vai participar nas investigações para apurar as circunstâncias em que ocorreu o incidente.

As quedas de aeronaves na RDCongo não são incomuns, uma vez que os padrões de segurança para pilotar os aparelhos não são dos mais elevados e a manutenção dos aviões é deficitária. Devido a estas razões, os voos de companhias aéreas comerciais congolesas não são permitidos para o espaço da União Europeia. A 30 de janeiro, uma aeronave fretada pela Agefreco caiu e cinco pessoas morreram.