O presidente da Juventude Social-Democrata (JSD) dos Açores acusou esta sexta-feira o executivo regional (PS) de ser responsável por “falhas na fiscalização” de bares em São Miguel, na sequência da pandemia da Covid-19, “preferindo pôr as culpas nos jovens açorianos”.

Quando as coisas correm bem, os louros são do Governo. Quando correm mal, a culpa é sempre dos outros. No jogo do passa culpas, em que os socialistas são muito habilidosos, coube agora a vez aos jovens serem apontados como culpados da inação do Governo Regional e pelas falhas na fiscalização”, diz Flávio Soares.

A posição do jovem social-democrata surge em nota enviada à imprensa após, no âmbito das medidas de combate à Covid-19, o Governo Regional dos Açores ter decidido encerrar, até 1 de setembro, as discotecas em São Miguel, sendo que os bares na ilha terão as 22h como hora limite de atividade.

Covid-19: São Miguel encerra de discotecas e bares vão fechar às 22h. Medidas evitam “descontrolo”, diz presidente do Governo

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Falando acerca destas restrições, o líder da JSD/Açores sublinha que “não são apenas os jovens que frequentam os bares, mas, sim, pessoas de várias faixas etárias”. E concretizou: “Se é certo que a prevenção começa em cada um de nós, cabe ao Governo Regional fiscalizar o cumprimento, nos espaços de diversão noturna, das medidas de combate à pandemia da covid-19. Falta uma fiscalização apertada”.

A Autoridade de Saúde dos Açores informou esta sexta-feira que as 1.279 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da região nas últimas 24 horas não revelaram novos casos positivos de Covid-19.