A responsável da Organização Mundial do Turismo para a Europa, Alessandra Priante, diz que Portugal é um “país seguro” e que não entende “qual é o problema do Reino Unido com Portugal”. Em declarações ao Expresso, a responsável italiana (que está de férias em Portugal) garantiu ainda que o país “é um paraíso para férias, também neste contexto da pandemia“.

Estamos num país seguro. Quando começou a pandemia, vimos países a reagir imediatamente com planos sanitários, e um deles foi Portugal, que felizmente nunca teve muitas vítimas“, afirmou Alessandra Priante, que é a responsável pelo continente europeu da agência especializada das Nações Unidas que se dedica à discussão e promoção de políticas de turismo.

Priante comentou a decisão do Reino Unido de não incluir Portugal no corredor aéreo para o turismo este verão e de continuar a exigir uma quarentena a todos os passageiros que cheguem ao Reino Unido vindos de Portugal. “Nunca percebi qual é o problema do Reino Unido com Portugal“, afirmou ao Expresso.

“Estou aqui de férias, num sítio com 99% de ocupação, e o que constato é que se usam máscaras, respeitam-se todas as regras e, sobretudo, o pessoal dos hotéis está muitíssimo bem preparado para fazer cumprir todas as medidas”, acrescentou a responsável.

Para Alessandra Priante, abrir corredores aéreos entre países “não resolve” o problema, “porque o turismo vive da circulação entre destinos”.

“Estamos nisto juntos, e só poderemos sair bem se cooperarmos e nos ajudarmos uns aos outros, em vez de estarmos em competição”, afirmou. “Abrir corredores aéreos é um trabalho que devia ter sido feito de forma coordenada, e por outro lado também é incompreensível a atitude do Reino Unido com Portugal.

Não excluindo que possa haver países a esconder os números da infeção para beneficiar do ponto de vista do turismo, Alessandra Priante afirma que é necessário que os países comuniquem os números “de forma transparente, como Portugal sempre fez”.

“Os países que estão a rapar o fundo do tacho vão dar-se mal quando as coisas voltarem ao normal. Portugal está no caminho certo quando a pandemia acabar, é um país que tem tido uma performance fantástica em reação a esta pandemia”, disse ainda a italiana.

Ainda relativamente à inclusão de Portugal na lista de destinos de risco por parte do Reino Unido, a responsável da OMT diz que pode ser uma oportunidade para Portugal “começar a olhar outros turistas: se não tem os britânicos, há mais mercados diferentes para que se pode virar“.