Tanques israelitas bombardearam nesta manhã de segunda-feira posições do movimento Hamas na Faixa de Gaza em retaliação ao lançamento de “rockets” e balões incendiários no enclave palestiniano.

“Os tanques tiveram como alvo vários postos de observação militar do Hamas” na Faixa de Gaza, segundo o exército israelita.

Além dos “rockets” e dos balões incendiários, o exército relatou confrontos noturnos ao longo da cerca de segurança que separa Israel de Gaza.

Até ao momento não há registo de mortos nem feridos.

Ao longo da última semana, o exército israelita realizou diversos ataques noturnos contra as posições do movimento islamita, em resposta ao lançamento de balões incendiários.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As autoridades israelitas também reduziram a zona de pesca no Mediterrâneo para os habitantes de Gaza e fecharam o Kerem Shalom, único ponto de passagem de mercadorias entre Gaza e Israel.

Israel mantém um rigoroso bloqueio terrestre, marítimo e aéreo sobre o enclave palestiniano de dois milhões de habitantes, controlado pelo movimento islamita Hamas há mais de dez anos.

Apesar de uma trégua no ano passado, apoiada pela ONU, o Egito e o Qatar, o Hamas e Israel, que já se envolveram em três guerras (2008, 2012, 2014), enfrentam-se esporadicamente com tiros de “rockets” e lançamento de balões incendiários desde Gaza e ataques desde Israel.