Andar depressa e fazer umas habilidades ao volante, revelando um controlo do homem sobre a máquina acima da média, é algo que é substancialmente mais fácil de conseguir num Ferrari ou Lamborghini do que num camião ou veículo do género, que foram concebidos para realizar um trabalho de forma mais calma, mas dias, meses e anos a fio, sem interrupções. Ainda assim, há sempre alguém que decide dar um ar de sua graça e realizar uma manobra como se tratasse de uma faena numa tourada.

A acção tem lugar em Chesterfield, Inglaterra, no que parece ser uma obra de grandes dimensões. O condutor têm à sua disposição um tractor articulado da Caterpillar, de 30 a 40 toneladas, com a capacidade de transportar entre 20 a 30 mil quilogramas mesmo nas piores das condições, cortesia das suas seis rodas motrizes.

O trabalho do homem consiste em conduzir o veículo de tamanho descomunal através de um terreno empapado e escorregadio, carregando-o em baixo e depois deixando a carga algures lá em cima. Porém, realizar a manobra de inversão de marcha num mar de lama é um processo lento, pois é necessário ir muito devagar para evitar que o monstro articulado fuja de frente.

Ora, foi aqui que entrou a perícia do condutor que, para facilitar a manobra e ganhar algum tempo no processo – retirando igualmente algum gozo da pirueta –, decidiu embalar por ali abaixo, guinar para um lado e depois para o outro, realizando um pião perfeito. E já com a marcha-atrás engrenada para se dirigir ao local de carga, com o operador da escavadora a ter desempenhado o papel de operador de câmara, certamente com recurso ao telemóvel. Veja aqui o vídeo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR