O Airbnb, uma plataforma online de arrendamento temporário, anunciou esta quinta-feira a “proibição de festas em alojamentos em todo o mundo”. Em comunicado, a empresa anuncia ainda que, a partir de agora, só vai permitir ” um máximo de 16 hóspedes por alojamento”.

As festas não autorizadas foram sempre proibidas nos alojamentos anunciados na plataforma Airbnb. De facto, 73% dos alojamentos anunciados em todo o mundo já proíbem festas nas suas Regras da Casa, e a maioria dos hóspedes demonstra respeito por estas Regras e pelos vizinhos”, justifica a empresa.

A principal razão para estas medidas é “promover a saúde pública e as viagens responsáveis, apoiando medidas de saúde de distanciamento social”, diz o Airbnb. Além disso, a plataforma esclarece que, apesar de as reservas já feitas não serem afetadas, a medida “permanecerá em vigor indefinidamente até nova determinação”.

A Airbnb começou a implementar limites muito mais rigorosos, começando por proibir o que era conhecido como “casas de festas”: espaços que repetidamente causavam desconforto aos vizinhos”, diz a empresa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Quanto a espaços que costumam receber mais pessoas e utilizam a plataforma, como “estabelecimentos hoteleiros especializados e tradicionais (tais como hotéis boutique)”, o Airbnb afirma que “está atualmente a estudar a possibilidade de gerar um processo de exceção”. Porém, para já, todos os alojamentos são abrangidos pela medida.

A Airbnb está consciente de que haverá sempre quem tente contornar as regras. Por esta razão, foram implementadas consequências graves para os anfitriões ou hóspedes que tentam contorná-las, incluindo a expulsão da plataforma ou ações legais”

Quanto à imposição de um máximo de 16 pessoas, a empresa assume que “16 não é um número mágico, e que podem ocorrer problemas com grupos de qualquer dimensão”. Não obstante, clarifica que “com esta medida não aprova reuniões mais pequenas, e que espera que todos os membros da comunidade cumpram as restrições locais”. A empresa termina o comunicado referindo que “continuará a impor a proibição de festas a grupos de qualquer dimensão, e tomará medidas contra hóspedes e anfitriões se forem recebidas queixas de vizinhos”.

Airbnb restringe acesso a menores de 25 anos em Espanha, França e Reino Unido

Na semana passada, a plataforma revelou que só vai permitir que clientes com menos de 25 anos possam fazer reservas no Reino Unido, em França e em Espanha se tiverem tido, pelo menos, três classificações positivas em casas perto de onde vivem. Esta medida, também justificada pelo novo coronavírus, visa impedir que se façam festas nos alojamentos. Esta não é a primeira vez que a plataforma cria regras para reduzir festas. Nos EUA e no Canadá o Airbnb já tinha testado medidas semelhantes.

O Airbnb foi criado em agosto de 2008 por Brian Chesky, Joe Gebbia e Nathan Blecharczyk. A empresa tem sede em São Francisco, nos EUA. Devido à pandemia, a plataforma tem apresentado várias medidas para mitigar o impacto da Covid-19 mantendo a atividade.