Depois da Escócia ou da Sérvia, também a Ligue 1 de França de 2020/21 vai arrancar este fim de semana ainda antes da final da Liga dos Campeões que fechará a temporada de 2019/20 – e que por coincidência envolverá uma equipa gaulesa, o PSG. No regresso da pandemia, os calendários nacionais e europeus continuam a chocar em datas e não há propriamente um momento de paragem. Todos os encontros interessam, por uma ou outra razão. Neste particular, o FC Porto também tinha a ganhar na segunda meia-final da Champions. E ganhou mesmo.

Qualquer leão vira presa quando Gnabry se torna caçador com a nova arma: Futebol Total 2.0 (a crónica do Lyon-Bayern)

Com o triunfo do Bayern frente ao Lyon por 3-0, e depois da vitória do PSG diante do RB Leipzig, ficou confirmado o primeiro encontro decisivo da Champions feito entre equipas que ganharam os respetivos campeonatos 22 anos depois do Juventus-Real Madrid resolvido por Mijatovic em Amesterdão. Com isso, os dragões confirmaram de forma paralela o pote 1 do sorteio da Liga dos Campeões, num “bónus” teórico que terá pela frente.

Assim, e como o vencedor da Liga dos Campeões será sempre uma equipa que estava garantida o primeiro pote, já estão preenchidas sete das oito vagas pelos campeões: Real Madrid (Espanha), Juventus (Itália), Liverpool (Inglaterra), Bayern (Alemanha), PSG (França), Zenit (Rússia) e FC Porto. O outro lugar será para Sevilha ou Inter, o vencedor da Liga Europa, sendo que ambos têm entrada garantida nos grupos da Liga milionária.

Também o pote 2, que terá os adversários mais diretos do conjunto de Sérgio Conceição, apresenta um cenário quase definido com sete das oito equipas conhecidas: Manchester City, Manchester United, Chelsea (Inglaterra), Barcelona, Atl. Madrid (Espanha), B. Dortmund (Alemanha) e Shakhar Donetsk (Ucrânia). O último posto também dependerá do desfecho da Liga Europa, tendo além de Sevilha e Inter o Ajax como aspirantes.

Nos restantes grupos, ainda muito desfalcados tendo em conta as pré-eliminatórias e o playoff de acesso, há apenas a certeza que Lazio (Itália) e RB Leipzig (Alemanha) ficarão no grupo 3, ao passo que Basaksehir (Turquia) e Rennes (França) não passarão do último grupo. Atalanta (Itália), Lokomotiv Moscovo (Rússia), Marselha (França), B. Mönchengladbach (Alemanha) e Cercle Brugge (Bélgica) ficarão sempre entre os potes 3 e 4.