O Comando Territorial de Leiria, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), anunciou esta quinta-feira que deteve um homem pelo crime de violência doméstica, sequestro e coação agravada, no concelho de Pombal.

Numa nota de imprensa, a GNR informa que, na sequência de uma investigação, os militares apuraram que o suspeito, de 19 anos, durante dois anos, agrediu fisicamente a sua companheira, de 20 anos, infligindo-lhe maus-tratos psicológicos e ameaças reiteradas de morte.

Segundo a GNR, “a vítima tentou terminar com a relação violenta, tendo o agressor procedido ao seu sequestro, amarrando-a por vários dias a um móvel da garagem da residência, sob coação e ameaça constante, inviabilizando qualquer comunicação com o exterior, e obrigando-a a efetuar as suas necessidades fisiológicas para um balde”.

No seguimento das diligências policiais, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção e a uma busca domiciliária, na quarta-feira, tendo sido apreendidas uma caçadeira de calibre 12, quatro armas brancas, das quais uma catana e uma ponta e mola, 11 doses de cannabis e uma planta de cannabis em elevado estado de maturação.

O detido já tem antecedentes criminais pela prática dos crimes de roubo e ofensas à integridade física, refere a mesma nota.

Após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Leiria, foi-lhe aplicada a medida de coação de afastamento e proibição de contactos com a vítima, disse à Lusa fonte da GNR. Esta ação contou com o apoio de militares do Núcleo de Investigação Criminal de Pombal e do Posto Territorial de Pombal.