Apenas quatro utentes do lar na Póvoa de Santarém onde foi detetado um surto de Covid-19 não regressaram ainda à instituição, permanecendo em vigilância no Hospital de Santarém, disse fonte da Proteção Civil.

José Guilherme, coordenador da Proteção Civil Municipal de Santarém, disse hoje à Lusa que 10 dos 14 utentes que foram transferidos na terça-feira ao fim do dia para o Hospital de Santarém, por apresentarem sintomas da covid-19, regressaram à Casa de Repouso Fonte Serrã, onde se juntaram aos outros 10 que testaram positivo mas estão assintomáticos e que se mantiveram na instituição.

Também já se encontram no lar os 36 utentes não infetados que haviam sido transportados para a Estação Zootécnica Nacional, no Vale de Santarém, enquanto se procedeu à desinfeção das instalações.

“À exceção desses quatro [internados no Hospital Distrital de Santarém], já todos regressaram. Estão devidamente separados e acompanhados”, disse o também comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém.

Os utentes que testaram positivo foram colocados no piso térreo da instituição, ocupando os outros 36 os dois pisos superiores, adiantou.

O surto de Covid-19 na Fonte Serrã, que infetou 24 utentes e seis funcionários, foi conhecido na terça-feira, dia em que foram divulgados os resultados dos testes realizados depois da confirmação de que a médica que ali presta serviço estava infetada com a doença.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 826 mil mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 1.809 em Portugal.