A campanha de segurança rodoviária que decorreu em agosto para lembrar os condutores sobre os cuidados a ter nas férias registou menos acidentes e vítimas mortais do que no mesmo mês de 2019, segundo os resultados divulgados esta terça-feira.

Em comunicado, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) avança que a campanha “A segurança na estrada não tira férias”, que decorreu entre 3 e 31 de agosto, registou um total de 9.669 acidentes com vítimas, 38 vítimas mortais, 199 feridos graves e 3.185 feridos ligeiros.

Em comparação com agosto de 2019, ocorreram menos 2.027 acidentes (- 17,3%), menos 16 vítimas mortais (-29,6%), menos 77 feridos graves (-27,9%), e menos 949 feridos ligeiros (-23%).

A ANSR indica também que, durante o período da campanha, foram fiscalizados pelas forças de segurança 180.286 condutores e 10.039.067 veículos pelos radares do Sistema Nacional de Controlo de Velocidade.

Segundo a Segurança Rodoviária, as forças de segurança detetaram 70.362 infrações por excesso de velocidade, 1.850 por consumo de álcool e 1.953 por utilização do telemóvel, além dos 1.880 contraordenações relativas à utilização dos cintos de segurança.

A campanha, que teve divulgação na rádio, painéis de mensagem variável e meios digitais, teve como objetivo lembrar os condutores dos cuidados a ter na condução, no mês habitualmente escolhido, pela maioria dos portugueses, para o gozo de férias.