O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) recolheu os dados biométricos dos 25 menores não acompanhados, que chegaram a Portugal desde campos de refugiados da Grécia, para a emissão de Autorizações de Residência Provisória, anunciou esta terça-feira a instituição.

Ao SEF cabe a missão de documentar e de instruir os processos de proteção internacional dos 25 menores de várias nacionalidades, como Egito, Afeganistão, Irão e Gâmbia”, destacou a força policial em comunicado.

Os 25 menores não acompanhados chegaram da Grécia em 7 de julho.

Primeiro grupo de 25 migrantes menores provenientes da Grécia já está a caminho de Portugal

A nota acrescenta que os menores, que se encontravam em campos de refugiados na Grécia, chegaram ao país “ao abrigo do Programa de Recolocação Voluntária, e contam atualmente com o apoio de uma equipa técnica e educativa multidisciplinar e com formação nas áreas de migrações e promoção e proteção de crianças e jovens”.

O SEF sublinhou ainda que a recolha dos dados biométricos foi feita através de um novo sistema portátil, denominado “mala K-móvel”, que “permite dar uma resposta mais eficaz e célere”.