A NATO reúne-se esta sexta-feira para avaliar as implicações do envenenamento com ‘novichok’ do líder opositor russo Alexei Navalny, anunciou um porta-voz da Aliança Atlântica.

A NATO tinha anunciado em comunicado uma reunião na sexta-feira “ao nível de embaixadores”, sem precisar os temas na agenda. Questionado pela agência AFP, um porta-voz da NATO disse que “o anúncio da Alemanha de que Navalny foi vítima de envenenamento com ‘novichok’ está na agenda”.

Após a reunião está prevista uma conferência de imprensa do secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg, cerca das 12h30 locais (11h30 em Lisboa). Na reunião, responsáveis alemães vão informar os aliados, na sequência do anúncio pelo Governo de Berlim de que dispõe de “provas inequívocas” de que o líder opositor, de 44 anos, foi envenenado com aquele o agente neurotóxico.

Na quarta-feira, Stoltenberg condenou o envenenamento de Navalny e exigiu uma investigação completa e independente pela Rússia. “Consultaremos com a Alemanha e todos os aliados da NATO sobre as implicações”, disse Stoltenberg.

Principal opositor do Presidente russo Vladimir Putin, conhecido pelas investigações anticorrupção a membros da elite russa, Alexei Navalny, 44 anos, foi internado a 20 de agosto, em coma, num hospital de Omsk, na Sibéria, e transferido a 22 de agosto para um hospital de Berlim.

Opositor russo Alexei Navalny foi envenenado com Novichok, confirma o governo alemão