A Associação Europeia dos Construtores de Automóveis (ACEA) revelou os dados relativos ao comércio automóvel no segundo trimestre do ano, tornando evidente que os veículos equipados com motor a gasóleo continuam a perder clientes, alcançando agora uma percentagem do mercado total de 29,4%, contra os 32% em período homólogo de 2019.

No mesmo período, os modelos com motores a gasolina tiveram um desempenho ainda pior, pois se no ano passado conquistaram 58,4%, entre Abril e Junho de 2020 não ultrapassaram 51,9%. Estes 9,1% do mercado perdidos pelos veículos que usam exclusivamente motores de combustão foram aproveitados  pelo modelos com motores electrificados, uma vez que os que recorrem a combustíveis alternativos, como o GPL e GN, mantiveram uma fatia próxima dos 2%.

No segundo trimestre de 2020, os híbridos convencionais (HEV), ou seja, os não recarregáveis, cresceram 4,4%, passando de 5,2% em 2019 para 9,6% este ano, enquanto os eléctricos e os híbridos plug-in (PHEV) atraíram 4,8% mais clientes, subindo de 2,4% para 7,2%. Tendo em conta o ritmo com que se aguarda a chegada de novos veículos ao mercado, entre o final de 2020 e durante 2021, exclusivamente eléctricos, PHEV e HEV, é de esperar que estes segmentos que mais têm crescido continuem a atrair cada vez mais condutores.