O Tribunal de Bragança decretou prisão preventiva a cinco dos oito detidos numa operacional policial realizada na quarta-feira e que desmantelou uma alegada rede de tráfico de droga nesta cidade, divulgou esta sexta-feira a PSP.

As autoridades acreditam que os detidos, cinco homens e três mulheres com idades entre os 21 e os 60 anos, todos da cidade de Bragança, pertenciam a uma “estrutura organizada de distribuição direta” de droga, que atuava “concertadamente” nesta cidade.

Durante a operação policial foram realizadas várias buscas em Bragança e Valpaços, durante as quais foram apreendidas “cocaína suficiente para 400 doses individuais, heroína suficiente para 150 doses individuais” e uma quantidade “residual” de anfetaminas. Foram ainda apreendidos 3.800 euros em dinheiro, duas viaturas, 12 telemóveis e “utensílios utilizados na dosagem, pesagem e distribuição de estupefacientes”, segundo a PSP de Bragança que coordenou a operação com “todas as valências” da Polícia, inclusivamente cães pisteiros.

As buscas envolveram “cerca de 60 polícias” e tiveram o apoio da GNR de Valpaços. A operação policial ainda em articulação com o Ministério Público na sequência de uma investigação “de sete meses”. As autoridades acreditam que a alegada rede “seria uma das mais visíveis e importantes vias de distribuição de estupefacientes aos consumidores de Bragança” e que depois desta operação “será totalmente comprometida”.