O incêndio em Paradança, em Mondim de Basto que deflagrou na quinta-feira, e teve esta sexta-feira um reacendimento, foi dominado pelas 16h30, adiantou à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real.

O fogo, situado numa área muito florestada e de difícil acesso, chegou a ser combatido esta tarde por cerca de 150 operacionais e sete meios aéreos.

Pelas 17h, segundo a página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), encontravam-se no terreno 133 operacionais, apoiados por 39 viaturas e um meio aéreo.

Na quinta-feira, o incêndio que deflagrou às 15h34 chegou a ser combatido por perto de 200 operacionais, apoiados por 50 viaturas e sete meios aéreos. Pelas 18h foi dado como dominado.

O comandante do CDOS de Vila Real, Álvaro Ribeiro, tinha adiantado à Lusa que o local do incêndio era “numa área muito florestada de pinheiro bravo, muito continuada, e de muito difícil acesso”.

Inicialmente surgiram dois focos distanciados de cerca de 800 metros que evoluíram rapidamente com uma velocidade de propagação muito grande”, explicou então.

Também no distrito de Vila Real, no concelho de Vila Pouca de Aguiar, um incêndio florestal na localidade de Cerdeira de Jales está a ser combatido por 86 operacionais, apoiados por 21 viaturas e sete meios aéreos.

Notícia atualizada às 16h55 de sexta-feira com a informação de que o fogo está novamente dominado.