Com a possibilidade de uma eventual segunda vaga pandémica em Portugal a pairar cada vez mais perto, os dados divulgados nesta segunda-feira — referentes às últimas 24 horas — dão conta de uma ligeira diminuição no número de novos casos, em comparação com os dados do passado domingo. Mostram também o aumento de internamentos, valor que quase duplicou no espaço de um dia.

Segundo o Boletim diário da Direção-Geral de Saúde, registaram-se mais 613 novos casos positivos de infeção com o novo coronavírus, menos 60 do que os registados no dia anterior. No total, o número de casos confirmados sobe para 64.596. Lamenta-se também a morte de quatro pessoas, o valor mais baixo dos últimos dois dias, que eleva para 1.871 o número total de pessoas que morreram em Portugal com Covid-19.

Em relação aos dados de internamento, há a registar 25 novos registos, mais 11 que se juntam aos 14 registados no domingo. As entradas em Unidades de Cuidado Intensivo também diminuíram, havendo apenas quatro novas a registar. O número de casos recuperados aumentou para 44.185, mais 116 do que no dia anterior.

No geral, estes novos dados colocam a taxa de letalidade do novo coronavírus em Portugal nos 2,90%, valor que continua, mesmo tendo em conta o maior aumento de novos casos, numa curva descendente há vários meses — apesar de, em alguns momentos, ter apresentado ligeiras estagnações. Entre 23 e 25 de agosto, por exemplo, manteve-se nos 3,23% — menos o,33 pontos percentuais em menos de um mês. Ou seja, apesar de o número de infetados continuar a aumentar, a Covid-19 tem vindo a matar cada vez menos pessoas em Portugal.

Analisando os novos dados em termos de regiões, vê-se que Lisboa e Vale do Tejo continua a liderar a lista das zonas com maior número de novos casos, registando um aumento de 338 em comparação com as 24 horas anteriores — cerca de 55% dos total de novos casos diários. Na região Norte, houve mais 178 novos casos enquanto na zona Centro, a terceira mais afetada do país, houve um aumento de 51 novos casos. Na zona Sul o aumento foi de 10 novos casos positivos e no Alentejo houve mais 27 doentes a acusar infeção com o novo coronavírus.

Na região autónoma dos Açores, foi assinalado apenas um novo caso a declarar, enquanto os dados na Madeira revelam um aumento considerável, dada a evolução recente: nas últimas 24 horas, foram identificados oito novos positivos, o maior aumento de casos em cinco meses (a 19 de abril registaram-se 19 casos positivos em 24 horas).