Começa esta quinta-feira, 16 de setembro, no Cinema Nimas, em Lisboa, e no Teatro Campo Alegre, no Porto, com a exibição de “Os Sete Samurais” (1954) em versão integral (180 minutos de duração e um intervalo de cinco minutos), um ciclo de sete filmes do mestre japonês Akira Kurosawa, que assinala os 110 anos do seu nascimento. Cinco destes títulos estão comercialmente inéditos em Portugal, onde só foram vistos em ciclos temáticos, na Cinemateca ou na televisão.

O ciclo prolonga-se até outubro e todas as fitas serão exibidas em cópias restauradas digitalmente. Além de “Os Sete Samurais”, vão passar “Yojimbo, o Invencível” (dia 24 de setembro), mais os cinco inéditos nos cinema: “Viver-Ikuro”, de 1952 (Dia 1 de outubro); “A Fortaleza Escondida”, de 1958 (dia 8 de outubro), primeiro filme do realizador em Cinemascope; “Dodeskaden”, de 1970 (dia 8 de outubro), a estreia de Kurosawa a filmar a cores; “O Trono de Sangue”, de 1957 (dia 15 de outubro), também conhecido como “O Castelo da Aranha”; e “O Barba Ruiva”, de 1965 (dia 15 de outubro), último filme dos 16 que Toshiro Mifune rodou sob a direção do cineasta. Estes setes filmes serão também exibidos, em datas a anunciar, em Coimbra, Braga, Setúbal, Figueira da Foz e outras cidades.

Toda a informação sobre o ciclo aqui.